quarta-feira, 21 de março de 2018

Era uma vez, na Islândia...

Não me lembro onde, nem quando, aprendi a Islândia. 

Não sei, se das inúmeras vezes que os meus dedos fizeram rodar o meu globo terrestre, se das tantas outras que contemplei os mapas que se cruzaram comigo, ao longo da vida.
A minha curiosidade pela Islândia esteve adormecida até há bem pouco tempo... Mais precisamente, até ao dia em que uma imagem ditou, aquela que viria a ser, uma das minhas viagens de sonho.
Num documentário que assisti há uns meses, dois surfistas partilhavam as ondas com pedaços de gelo. Pedaços de gelo enormes que percorriam a beira mar, numa extensa praia de areia preta. Aquele contraste, despertou de imediato o meu antigo desejo e, sem me dar conta, estava de viagem marcada para a Islândia.
Conhecia pouco ou nada daquele lugar e, no curto espaço de tempo de que dispunha, empenhei-me em pesquisar sobre a sua história, os seus costumes e sobretudo, sobre o terreno e o clima.
Li alguns artigos de viajantes experientes, que já lá haviam estado, e aprendi alguns truques e dicas.
Estudei ao pormenor o mapa e vi e revi, vezes sem conta, fotos e mais fotos.
Estava certa de que o tempo para a viagem seria curto, ao contrário da minha enorme vontade de aproveitar ao máximo, por isso comecei por esboçar alguns itinerários e traçar objectivos.
A meio caminho desisti, pensei apenas em organizar a logística e deixar que lá, o meu instinto e o tempo me guiassem.
Foi uma experiência maravilhosa, não só pelo que o país nos ofereceu, mas pela tranquilidade com que vivemos o momento.
Sem um rumo certo, deixá-mo-nos levar pelas emoções que íamos experimentando a cada instante.
Não tínhamos hora para acordar ou para deitar, não tínhamos quilometros contados, nem rotas traçadas, apenas o desejo de contemplar aquela natureza em bruto e a vontade de seguir estrada fora.

Continua...


6 comentários:

Joana disse...

Tão bom! Fui acompanhando as fotos do instagram e fiquei maravilhada. Fico ansiosa por ler o resto! ;) Beijinhos

Edien Mar disse...

Muito obrigada querida Joana. Um beijinho <3

Patricia Gil disse...

As fotos que vi no Insta eram todas de cortar a respiração... não tenho dúvidas de que é um sitio onde irei um dia!!!

Edien Mar disse...

Recomendo mesmo amiga! Acho que vais amar ;)

Cristina Santos disse...

Eu fui das que ficou presa ao inatagram a namorar todas as fotos ����
Beijinho
Cristina

Edien Mar disse...

Tão querida! Muito obrigada Cristina! Beijinho